Contratação temporária: entenda como funciona

como funciona a contratação temporária

A contratação temporária é uma estratégia eficaz e que oferece inúmeras vantagens para as empresas suprirem demandas específicas da organização. Afinal, esses funcionários atendem à essas demandas de forma mais rápida e eficiente, sem necessitar tanta burocracia para sua contratação.

Nesse sentido, confira neste artigo o que é e como funciona a contratação temporária, bem como os principais benefícios. E por fim, um passo a passo ágil para te ajudar realizar este tipo de contratação em sua empresa.

A contratação de trabalho temporário sempre esteve presente nas organizações. E muitas delas a utilizam como estratégia para obter os serviços de pessoas qualificadas sem a necessidade de vínculos ou contratações fixas.

Geralmente as empresas utilizam esta modalidade em épocas específicas do ano. Como, por exemplo, na Páscoa, no Natal, dia das mães e dos pais. Além de demandas não programadas e que necessitam de um aumento de produção.

Em poucas palavras, a empresa recorre à contratação temporária quando passa por um aumento de alta demanda. Ou quando precisa substituir um cargo por um período determinado.

E apesar de não ter vínculos ou tantas burocracias quanto um contrato de trabalho mais longo, há a necessidade de um contrato bem escrito. E este documento terá a função de explicitar as expectativas sobre a relação trabalhista e proteger ambas as partes (empresa e funcionário), mesmo que seja por um período menor do que o comum.

Neste contexto, confira a seguir como funciona a contratação temporária.

O que é a contratação temporária e como funciona?

o que é contrato de trabalho temporário

A modalidade de contratação temporária é legalmente regulamentada pela Consolidação das Leis Trabalhistas, ou CLT como todos conhecem. E possui características diferentes em relação ao contrato tradicional.

No entanto, o funcionário temporário tem direito à alguns aspectos tal como o trabalhador efetivo. Como, por exemplo: assinatura na carteira de trabalho, pagamento compatível com o salário da categoria, jornada diária de trabalho de oito horas, horas extras, vale-transporte, entre outros benefícios.

Além disso, o profissional temporário deve ter à sua disposição os mesmos recursos e ferramentas para realizar seu trabalho. Também deve dispor do mesmo ambiente, e isto inclui refeitório, armários, entre outros.

Afinal, a empresa contratante é responsável por garantir que o trabalhador temporário trabalhe e desempenhe suas funções em um ambiente seguro, agradável e saudável.

Também é de responsabilidade da empresa fornecer treinamento para integrar o funcionário temporário a equipe.

E quais informações devem constar em um contrato de trabalho temporário?

Entre as informações principais estão:

  • Descrição detalhada do serviço a ser prestado;
  • Qualificação das partes;
  • Descrição do período de vigência do contrato, com data de início e término;
  • Valor da remuneração e descrição dos benefícios.

O prazo máximo de duração do contrato é de 180 dias, consecutivos ou não, e o prazo máximo de prorrogação da contratação temporária é de 90 dias.

Benefícios da contratação temporária de funcionários

benefícios da contratação temporária

Agora que você já entendeu como funciona um contrato temporário, veja a seguir quais são as vantagens que esta modalidade de contratação oferece para a sua empresa.

Redução de custos

A contratação temporária demanda menos recursos financeiros do que uma contratação fixa. E as vantagens começam em relação aos custos da empresa.

Como exemplo, o recolhimento do FGTS para o trabalhador temporário segue as mesmas regras. No entanto, não há indenização de multa de 40% sobre o FGTS quando este funcionário é desligado ou quando o seu contrato é encerrado. Além disso, a empresa também não tem despesas com aviso prévio indenizável.

É uma excelente oportunidade de “enxugar” a folha de pagamento. Visto que a empresa tem, mensalmente, um custo alto em decorrência de pagamento de salários e encargos de dezenas de funcionários fixos.

Ausência de estabilidade

A contratação temporária não exerce direito sobre estabilidade caso o funcionário necessite se ausentar ou se afastar por causa de problemas de saúde ou por acidentes no trabalho. Essa estabilidade só é prevista para os empregados fixos.

Assim, caso o contrato temporário esteja perto do encerramento, o trabalhador não precisa apresentar atestado médico, por exemplo. O contrato irá encerrar automaticamente.

Possibilidade de conhecer novos talentos e menos risco de errar em contratação

Muitas vezes as empresas optam pela modalidade de contratação temporária por alguns motivos específicos, como:

  • Dificuldade em encontrar e selecionar profissionais qualificados para determinada função.
  • Pouco tempo disponível para treinar novos funcionários quanto suas funções, e para adaptá-lo ao contexto e à cultura organizacional.
  • Alta demanda de serviço, requisitando mais produção.

Sendo assim, um dos grandes benefícios do trabalho temporário é a possibilidade de conhecer novos profissionais, testar e analisar seu desempenho para então, contratá-los definitivamente. Também é uma excelente oportunidade para que o funcionário mostre suas capacidades e desenvolva suas habilidades.

Mais segurança com a contratação temporária

Um dos grandes benefícios é a segurança que o empregador tem com a contratação temporária. Pois, a qualquer momento, se o empresário perceber que sua demanda caiu, ele pode encerrar o contrato, sem custo adicional.

Além disso, o contrato de trabalho temporário oferece menos possibilidade de causas trabalhistas, pois o relacionamento é estritamente provisório.

Processo de contratação facilitado

Por fim, outra vantagem é a possibilidade de recrutamento e seleção sem custo. Ou seja, não envolvendo a equipe interna da organização, e com chances de conhecer um profissional qualificado que poderá efetivar no futuro.

Afinal, todo o processo, desde o recrutamento até o contrato pode ser feito através da terceirização de serviço que irá escolher o funcionário a partir das necessidades da empresa.

Passo a passo para uma contratação temporária

como realizar uma contratação temporária - passo a passo

Primeiramente, a empresa deve se atentar a um ponto importante. Ao optar pela contratação temporária, não é permitido contratar funcionários diretamente. Isto é, para que a contratação seja realizada, é necessário fazer por meio de uma empresa terceirizada e especializada em atrair, recrutar, selecionar esta modalidade de trabalho.

E ainda, é preciso dois contratos formalizados para a contratação temporária. O primeiro entre a empresa que irá contratar e a empresa que irá prestar o serviço. E o segundo entre a empresa prestadora de serviço e o trabalhador.

Tendo isto em vista, confira a seguir os cinco passos para realizar uma contratação temporária na sua empresa de forma assertiva.

Primeiro passo: Entenda a necessidade

Antes de iniciar o processo é preciso definir e ter em mente alguns aspectos, para que a contratação seja ainda mais assertiva. Entre eles:

  • Porque a sua empresa deseja contratar um profissional temporário?
  • Qual será o salário a ser pago?
  • Qual é a demanda, e por quanto tempo você precisa do funcionário na empresa?
  • Quais são os direitos e os benefícios que o funcionário temporário irá receber?

Com as respostas em mente, é hora de partir para a ação e definir qual é o setor que demanda a contratação temporária.

Segundo passo: Abertura e divulgação da vaga

No primeiro contato da empresa prestadora de serviço com a empresa que precisa do funcionário, a primeira fica a cargo de entender as necessidades da empresa. Bem como o perfil da vaga para que, então, ela seja aberta e divulgada.

Assim que as necessidades são levantadas, é hora da equipe de recrutadores entrarem em ação. Esta etapa pode ser realizada tanto pela equipe da empresa, quanto pela empresa terceirizada.

Mas, lembre-se: caso a vaga seja divulgada no site da empresa ou nas redes sociais, deve conter em sua descrição a particularidade de contratação temporária.

Terceiro passo: Triagem de currículos a partir da inteligência artificial

Antes os currículos eram analisados um a um, categoricamente e com muita atenção. Atualmente, com a transformação digital, as empresas estão investindo na tecnologia e apostando em sistemas inteligentes para automatizar a triagem de currículos a partir da inteligência artificial e tornar os processos mais ágeis e assertivos.

Dessa forma, ficou mais fácil encontrar candidatos com perfis mais compatíveis com a vaga em questão.

Terceiro passo: Testes e entrevistas

Como a demanda da empresa por um profissional é urgente, o processo de recrutamento e seleção para contratações temporárias tendem a ser mais rápidas.

Após a triagem de currículos e a filtragem de perfis mais alinhados ao cargo, é hora de realizar testes (se necessário) e as entrevistas. Estas podem ser individuais ou em grupo, bem como podem ser online ou presenciais.

Veja também: 9 dicas para entrevista de candidatos que você não pode perder

Quarto passo: Encerramento da vaga e documentação da contratação temporária

Com o candidato mais ideal para o cargo escolhido, é hora de encerrar a vaga e iniciar a documentação da contratação temporária. E esta é uma das grandes vantagens desta modalidade de trabalho: a empresa não precisa cuidar da documentação, pois fica a cargo da empresa prestadora de serviço toda a burocracia da contratação. A empresa só irá receber o funcionário que irá realizar o trabalho.

Por fim, precisa de ajuda para encontrar profissionais qualificados tanto para suas contratações temporárias quanto para as contratações fixas? Conte com a EMPREGARE.com neste processo.

Clique aqui e agende uma demonstração.

Aproveite para nos seguir no Instagram! E acompanhar vídeos incríveis no canal do YouTube da EMPREGARE.com.

employer branding
Artigo anterior Employer Branding – 8 dicas para melhorar sua marca empregadora
tipos de teste de perfil comportamental
Próximo artigo Teste de Perfil Comportamental: como escolher a melhor ferramenta

Escreva um comentário

Fechar