Depressão no trabalho: boas práticas para aplicar em sua empresa

Sinais de depressão no trabalho e responsabilidade da empresa

A depressão no trabalho é um tema cada vez mais recorrente, principalmente nos últimos anos. Com uma perspectiva mais humanizada do RH, a prevenção e a atenção quanto a saúde mental dos colaboradores também é uma responsabilidade da empresa. Pensando nisso, separamos neste artigo os sinais para que você consiga identificar se há depressão entre os seus colaboradores. Bem como boas práticas que devem ser consideradas pela empresa. Boa leitura!

Introdução

Atualmente, um dos assuntos recorrentes entre os profissionais de Recursos Humanos (RH) e o ambiente corporativo é sobre a valorização e os cuidados com a saúde mental dos colaboradores.

Certamente, saber lidar com a enxurrada de sentimentos e incertezas que cercam o ambiente de trabalho, principalmente nos dias de hoje, não é uma tarefa fácil. E cada vez mais esse assunto tem exigido dos profissionais uma capacidade maior em administrar o tempo, a pressão por resultados, as relações interpessoais e as relações com os líderes, e o estresse que sempre aparece na rotina.

Diante desse cenário e muitos outros aspectos, surgem os sinais de depressão nos trabalhadores. A depressão já é um dos maiores motivos de afastamento no trabalho. E se alguma atitude não for tomada como medida de prevenção, este número só tende a aumentar.

Nesse sentido, é preciso não só entender e identificar os sinais de depressão no trabalho, como também apostar em medidas de proteção e boas práticas para fornecer aos colaboradores o melhor ambiente possível, visando minimizar os efeitos negativos da doença.

Mas, como identificar os sinais de depressão no trabalho?

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a depressão pode ser identificada a partir de alguns sinais. Como, por exemplo: mudanças expressivas no humor, baixa autoestima, sentimento de culpa frequente, diminuição no interesse em realizar atividades que antes eram prazerosas, distúrbios de sono ou apetite, entre outros.

Principalmente nos últimos anos, o assunto tem sido cada vez mais discutido. No Brasil, a situação chama ainda mais a atenção, sendo um dos maiores países onde a prevalência de depressão chega a atingir mais de 10% da população.

Mais do que nunca, além de oferecer ajuda e atenção às pessoas, é preciso trabalhar na prevenção da doença. Mas, saiba que é possível identificar sinais de depressão no trabalho entre seus colaboradores. Portanto, confira a seguir os principais sinais de alerta.

Sinais de depressão no trabalho

como identificar a depressão no trabalho

Entre os sinais de alerta que podem ser observados, estão:

  • Desempenho baixo ou diferente dos últimos dias/meses.
  • Cansaço excessivo.
  • Picos de alegria.
  • Indecisão e dificuldades na tomada de decisão.
  • A forma como a pessoa lida com os colegas e líderes. Bem como comportamentos de reclusão e introspecção.
  • Irritabilidade, se estressa com qualquer coisa. E agressividade.
  • Falta de motivação para realizar as tarefas.
  • Diminuição expressiva na produtividade.
  • Tristeza constante e profunda.

Por exemplo, se você – enquanto líder ou profissional de RH – observar algum colaborador que antes era alegre, estava sempre disposto a ajudar os colegas, e era um dos melhores da equipe. E, atualmente, vem apresentando dificuldade em interagir com a equipe, não demonstra motivação para realizar as atividades, não é mais pró-ativo em ajudar os colegas e ainda apresenta um baixo desempenho, tenha certeza de que estes são sinais de alerta suficientes para tomar uma atitude.

A seguir, vamos listas boas práticas que devem ser praticadas na empresa, não só para prevenir a depressão no trabalho, como para prestar suporte aos colaboradores que apresentam sinais da doença, como no exemplo acima.

Prevenção e atenção são responsabilidades da empresa

Com a mudança e a implementação de uma gestão mais humanizada, os olhares das empresas e das equipes de RH estão mais voltados para a saúde mental dos colaboradores. Afinal, a prevenção da doença e a atenção adequada daqueles que apresentam os sinais de alerta são responsabilidades da empresa.

Leia também: Saúde mental dos colaboradores: entenda a importância

Além disso, os colaboradores ficam grandes partes do dia na empresa, consequentemente, é preciso desenvolver ações que visam o bem-estar e a qualidade de vida dos colaboradores.

E se a sua empresa ainda não desenvolve essas ações, está na hora de começar a implementar boas práticas de saúde mental dos colaboradores. Isso irá tornar o ambiente mais agradável, melhorar a experiência positiva que os seus funcionários têm a respeito da organização. Bem como, aumentar a produtividade e o desempenho da equipe, sendo um fator positivo para a sua empresa.

E o setor de RH, bem como todos os colaboradores e líderes, podem ser grandes aliados, tendo uma participação importante na identificação de sinais de alerta. E também no auxílio e atenção daqueles que apresentam depressão no trabalho.

A valorização dos colaboradores e as ações que visam a prevenção dos sinais podem ajudar bastante na rotina exaustiva. Realizar programas de conscientização e conhecimento sobre a doença, bem como as formas de preveni-la também é importante para evitar consequências negativas tanto para os colaboradores, quanto para a empresa.

Veja a seguir algumas boas práticas que separamos para você.

1. Avalie os resultados e o desempenho dos colaboradores

Como o RH não pode estar em todos os lugares ao mesmo tempo, é importante investir em ações para avaliar, com frequência, os resultados e o desempenho dos colaboradores. Além disso, esta é uma excelente estratégia para ficar atento aos sinais de depressão no trabalho. Bem como sobre a qualidade de vida e o relacionamento entre os colegas.

Aspectos como desempenho, clima, produtividade e a experiência subjetiva de cada um dos colaboradores, entre outros, podem ser observados pelos gestores e mensurados a partir de questionários.

Para evitar ainda mais estresse entre os colaboradores, o ideal é aplicar as avaliações em sigilo. Ou seja, os colaboradores não precisam incluir seus nomes, como forma de evitar que as respostas não sejam verdadeiras. Bem como para evitar que os colaboradores respondam apenas aquilo que acreditam que a empresa espera.

Também é importante explicar o objetivo da avaliação e deixar claro que não existem respostas certas ou erradas.

E para avaliar, os questionários podem ser armazenados e organizados por cada setor. Assim, caso alguns dos sintomas de depressão sejam evidentes nos questionários, é possível chamar um a um para conversar. Assim, acolhendo e dando o máximo de suporte possível. Além disso, ao chamar todos, a equipe de RH consegue conscientizar toda a equipe sobre a importância da manutenção do bem-estar dos colegas.

2. Proporcione um ambiente agradável e invista no fortalecimento da cultura organizacional

Clima e cultura organizacional como medida de prevenção a depressão no trabalho

Um ambiente de trabalho desagradável pode não só contribuir para o surgimento dos sinais de depressão no trabalho, como também prejudicar as relações interpessoais.

Portanto, promova ações em sua empresa que irão transformar o ambiente em um local que estimule experiências positivas aos colaboradores. Essa ação pode ajudar na manutenção do bem-estar e aumentar a qualidade de vida da sua equipe.

Além disso, certifique-se de avaliar como está a cultura organizacional. Se ela está fortalecida ou se é tóxica. Ou seja, se existem fofocas, assédios, intolerâncias ou inflexibilidade.

Leia também: Cultura Organizacional: aprenda agora mesmo como criar

Essa atenção também vale para a gestão e em como os líderes se relacionam com os profissionais. Promover um ambiente flexível e de empatia entre os colaboradores e líderes é uma excelente ação para começar a promover mudanças e implementar uma gestão de saúde em sua empresa.

Verifique também se a sua empresa oferece programas de valorização, recompensa e feedback. Ajudar no desenvolvimento profissional e pessoal da sua equipe é uma excelente maneira de mantê-los satisfeitos com suas rotinas. Afinal, a insatisfação pode acarretar problemas como ansiedade, estresse, e possíveis sinais de depressão no trabalho.

3. Capacite sua equipe e promova atividades de conscientização sobre a depressão no trabalho

Como já dissemos, o RH não consegue ser onipresente. Nesse sentido, contará com o apoio dos líderes e dos colaboradores para ajudar a identificar sinais de inadequação no ambiente de trabalho. E ainda, os gestores podem desenvolver um papel importante na hora de identificar e prevenir a depressão no trabalho.

Para conscientizar a equipe, a empresa com a ajuda da equipe de RH devem fazer um trabalho de capacitação e esclarecimento. Como, por exemplo: treinamentos sobre perfis comportamentais, implementar um sistema de feedback e estimular o diálogo com todos sobre a importância da manutenção da qualidade de vida.

Somente com a educação é possível conscientizar suas equipes para que todos possam contribuir na prevenção e dar o máximo de apoio possível para aquelas pessoas que estão passando por momentos difíceis.

Além disso, o sistema de feedback serve tanto para acompanhar o bem-estar dos colaboradores, como também para fornecer pontos de melhoria e valorização para ajudar no desenvolvimento pessoal e profissional de cada um.

4. Flexibilize a rotina

Uma excelente maneira de prevenir a depressão no trabalho é a através da implementação de uma rotina de trabalho mais flexível. Muitos dos casos os colaboradores passam muito tempo longe de casa, longe da família. Ao implementar a flexibilização da rotina é possível amenizar alguns sintomas como estresse e sentimento de culpa.

Algumas ações que podem ajudar são:

  • Estabelecer um dia de home office por semana, ou a cada 15 dias.
  • Trabalhar com banco de horas para que os seus colaboradores possam usar as horas extras para resolver questões pessoais, ou até mesmo para relaxar e descansar.
  • Incentivar a prática de atividades físicas e esportes.
  • Desenvolver programas de bem-estar, entre outras ações.

Além de prevenir e amenizar os sinais de depressão no trabalho, estas ações ajudam a estabelecer uma cultura forte e de valor ao profissional.

5. Ofereça ajuda psicológica gratuitamente

Assistência e psicólogo gratuito

O RH tem um papel fundamental na hora de identificar os sinais de depressão no trabalho. No entanto, não cabe a este setor oferecer o tratamento adequado. Nesse sentido, investir em acompanhamento profissional é de extrema importância e ajuda a promover a qualidade de vida e o bem-estar dos colaboradores.

Reconhecer que a depressão é uma doença, e ouvir o funcionário já é o primeiro passo importante para promover ações de prevenção. Em contrapartida, estas conversas não devem se transformar em sessões terapêuticas. Por isso, cabe lembrar a necessidade de um profissional especializado para tratar de assuntos relacionados a depressão no trabalho.

Oferecer este apoio gratuito é uma excelente forma de amenizar os sinais, garantir uma cultura fortalecida. Bem como uma cultura de valorização dos profissionais da sua empresa.

Não se esqueça de recolher feedbacks sobre as ações com seus colaboradores para entender o que está, e o que não está promovendo mudanças positivas.

Conte com uma estratégia eficaz de gestão de saúde

Em conclusão, ao contar com uma boa estratégia de gestão de saúde e de qualidade de vida no ambiente de trabalho resulta em bons resultados. Tenha reuniões com suas equipes, faça uma análise completa do perfil de saúde de cada um dos seus colaboradores. Assim, com base nos indicadores, você consegue implementar ações que farão mais sentido para a sua empresa.

Com toda certeza, atualmente há diversas ações que podem ser implementadas com o intuito de motivar os colaboradores e proporcionar a melhor experiência possível dentro da sua empresa. Se bem feitos, podem ajudar a aumentar a produtividade, melhorar o clima organizacional, a qualidade de vida e, consequentemente, os resultados da empresa.

Portanto, invista em um bom canal de comunicação, em um sistema de feedback e recompensa eficaz. E até mesmo em treinamentos específicos de habilidades sociais e educação emocional. As palestras com profissionais especializados sobre depressão no trabalho também são excelentes medidas de conscientização e prevenção.

Certamente, todas essas boas práticas, se bem aplicadas, irão ajudar a sua empresa a manter a saúde mental, a satisfação e o bem-estar dos seus colaboradores.

Que tal investir em tecnologia, qualidade e eficiência para trazer mais assertividade às suas contratações?

Clique aqui para saber mais!

Por fim, este artigo foi último para você? Deixe sua opinião nos comentários, e não se esqueça de compartilhar este material em suas redes sociais.

Além disso, aproveite para acompanhar mais conteúdos incríveis no nosso canal no YouTube. E para seguir a EMPREGARE.com no Instagram.

Ações Sociais Empregare
Artigo anterior A EMPREGARE reconhece a importância das ações sociais
entenda quais são os tipos de recrutamento
Próximo artigo Tipos de recrutamento: conheça os principais

Escreva um comentário

Fechar