Sinais de que sua empresa precisa fortalecer a cultura organizacional

sinais de que você precisa fortalecer a cultura organizacional

Você já reparou que algumas características particulares definem a essência da sua empresa? Você conseguiria descrever estas características que são parte da sua cultura organizacional? Toda empresa de sucesso procura fortalecer a cultura organizacional, ou seja, a sua identidade. Afinal, por meio dela é possível reter e engajar os funcionários, bem como melhorar o clima organizacional.

No entanto, algumas empresas não sabem como, ou ignoram o fato que a cultura organizacional possui a sua importância. Pensando nisto, neste artigo nós vamos te mostrar os principais sinais que identificam que a sua empresa precisa – urgentemente – fortalecer a cultura organizacional, como parte fundamental de seu crescimento e desenvolvimento.

Para que a sua empresa esteja em constante crescimento é preciso investir em uma cultura organizacional forte. Dessa forma, é preciso investir em processos de recrutamento e seleção assertivos, gestão de pessoas e, principalmente, ficar atentos aos sinais que listaremos para você.

Mas, afinal o que é cultura organizacional?

o que é cultura organizacional

Em resumo, toda empresa possui hábitos, crenças, valores, atitudes, normas, linguagem e uma dinâmica única, que determina não só o comportamento dos colaboradores como também a forma como a empresa irá se relacionar com os colaboradores e seus clientes.

A este grupo de características damos o nome de cultura organizacional. Ou seja, trata-se do conjunto de ideias e hábitos compartilhados pelas pessoas na rotina da empresa, agregando valores éticos e morais.

Estabelecer este conceito dentro da organização e mantê-lo saudável é um dos grandes desafios das organizações.

No entanto, quanto mais forte for a cultura, mais fácil será para conduzir os colaboradores a trabalharem com foco nos resultados, com o objetivo de alcançar os objetivos da organização. Isto porque, profissionais tendem a se comprometer e a produzir mais quando se identificam com a visão, os valores e as ideias da organização.

Criar uma cultura organizacional saudável, disseminar e manter é uma missão de responsabilidade para impactar positivamente os funcionários e os clientes da empresa.

Uma marca que estimula boas práticas, preza pela ética e pela moral, trabalha em prol da diversidade, e toma todos os cuidados para fornecer um ambiente saudável e agradável aos seus colaboradores, terá muito mais chances de atrair e reter os melhores talentos. Bem como, através de uma marca fortalecida, é possível aumentar os resultados expressivamente.

Isto é, os benefícios em fortalecer a cultura organizacional vão desde o aumento da produtividade da sua equipe até o aumento da visibilidade da sua marca.

Sendo assim, confira a seguir os principais pontos que devem ser analisados e identificados para evitar uma cultura organizacional tóxica.

Sinais de que a sua empresa precisa fortalecer a cultura organizacional

sinais de uma cultura organizacional tóxica

Você saberia descrever a cultura organizacional da sua empresa? Sabe quais são os pontos fracos e os pontos fortes?

Se você não sabe como responder estas perguntas, logo, este já é o primeiro sinal que você precisa fortalecer a cultura organizacional da sua empresa.

Uma cultura tóxica pode trazer resultados negativos tanto para a empresa quanto para seus colaboradores. Assim, prejudicando a imagem da organização, e consequentemente, os resultados. Dessa forma, confira a seguir quais são os principais sinais de alerta para que você fique atento.

Funcionários insatisfeitos e desmotivados

Funcionários que demonstram insatisfação e desmotivação no ambiente de trabalho é um sinal claro de cultura organizacional tóxica.

Quando você mantém na sua empresa colaboradores insatisfeitos e infelizes com seu trabalho e com o ambiente, rapidamente eles começam a procrastinar em suas atividades. Isto acontece, pois, os profissionais perdem o interesse por suas responsabilidades e atribuições. Certamente, eles não deixam o emprego ou por falta do salário, ou porque estão desejando serem mandados embora para que não percam seus benefícios.

Geralmente esta situação se agrava quando os profissionais entendem que não terão oportunidade de crescimento na empresa. Ou estão insatisfeitos em relação à gestão. E até por falta de reconhecimento por seus resultados.

Uma forma de avaliar esta questão é através da análise objetiva de seu comportamento. A falta de iniciativa, reclamações frequentes, atrasos e faltas constantes são sinais de desmotivação.

Para mudar este cenário, é necessário criar uma cultura de proximidade, feedback e valorização dos colaboradores. Portanto, mantenha um diálogo aberto com os seus líderes e colaboradores, forneça feedbacks, seja transparente e ofereça plano de carreira para garantir a motivação de seus colaboradores.

Alto índice de turnover

Um dos primeiros sinais que acusam uma cultura tóxica é a alta rotatividades de colaboradores. Este fator também é influenciado pelo sinal anterior. Com estes resultados, além de consequências em relação aos custos, a sua empresa nunca poderá contar com uma equipe de alta performance e realmente comprometida com os objetivos.

Quando os funcionários não se identificam ou não estão alinhados aos valores da empresa, costumam sair em busca de oportunidades em outras empresas. Isto também acontece quando um profissional se sente sobrecarregado, quando a pressão é desnecessária e. Ou quando ele se sente desmotivado e desvalorizado.

A melhor forma de resolver este problema é rever e fortalecer a cultura organizacional. O intuito aqui é pensar em ações eficientes para reter talentos. Além disso, é preciso investigar qual é o motivo da saída dos colaboradores.

Fofocas no ambiente de trabalho

Se você observar no ambiente o surgimento de fofocas, este pode ser um péssimo sinal de que você precisa investir e fortalecer a cultura organizacional. Geralmente começam a surgir boatos sobre as relações do trabalho, e isto pode prejudicar os negócios.

Além disso, as fofocas enfraquecem as lideranças, causa intriga e ainda eleva o nível de insatisfação entre colaboradores e gestores. E muitos talentos optam por abandonar a empresa. Afinal, quem aguenta trabalhar todos os dias em um local com um clima desagradável?

Uma maneira de melhorar este comportamento é entender o que está causando as fofocas. Também é possível promover eventos saudáveis de aproximação dos colaboradores e gestores.

Ambiente altamente (e desnecessariamente) competitivo

Quando os colaboradores começam a competir de forma intensa e desnecessária e passam a trabalhar individualmente ao invés de trabalhar em equipe, é um sinal forte de que a empresa deve fortalecer a cultura organizacional. Isto porque, pode trazer prejuízos irreparáveis para a organização, tal como a improdutividade, erros nos processos, a rotatividade, entre outros.

Além disso, a saúde mental dos colaboradores para a ser prejudicada.

Para manter a competitividade sob controle a sua equipe de RH pode elaborar dinâmicas de grupo para mostrar a importância do trabalho em equipe. Bem como para mostrar que todos estão no mesmo barco e buscam o mesmo objetivo: o sucesso profissional e o desenvolvimento da carreira.

Outra forma de amenizar os efeitos da rivalidade é reconhecer os resultados e os esforços dos colaboradores.

Erros mascarados ou não assumidos

Os seus colaboradores estão culpando os seus colegas de trabalho por erros que cometeram, a fim de influenciar a gestão? Se a resposta for sim, então saiba que tem algo de errado em sua equipe. Dessa forma, o clima organizacional fica insuportável para qualquer um.

Mais uma vez, uma forma de corrigir estes efeitos é através da cultura de feedback. Além disso, é preciso mostrar empatia e manter o diálogo aberto.

Liderança inflexível

Em alguns casos os gestores são chefes e não líderes. E isto pode trazer uma série de prejuízos para a organização. Quando um gestor se torna um ditador para os colaboradores, sua equipe não o respeita.

Dessa forma, este é um forte sinal de que a empresa deve fortalece a cultura organizacional.

Um gestor que deseja que tudo seja feito do seu jeito, não estimula a criatividade, é inflexível e não dá autonomia para a equipe deve ser treinado e estimulado a promover mudanças na cultura com a empresa. E na pior das hipóteses, deve ser substituído.

Falta de confiança

Diretamente relacionado ao sinal anterior, a falta de confiança demonstra um ambiente e uma cultura organizacional tóxica. Sem ela, não há empatia, os relacionamentos se tornam inviáveis, não há respeito ou colaboração entre os membros da equipe.

Fazer fofocas, levar o crédito pelo trabalho de outra pessoa, roubar ideias, tentar passar a perna no colega e muitas outras atitudes só minam a confiança e aumenta a rivalidade.

Ao perceber este tipo de comportamento, o RH deve trabalhar com os gestores com o intuito de reverter este cenário. Isto significa chamar as pessoas que estão tomando estas atitudes para uma conversa. E novamente, no pior das hipóteses, é preciso estudar uma demissão caso o comportamento não se ajuste.

Avaliar o perfil de cada candidato em um processo seletivo é fundamental para garantir a contratação de funcionários alinhados a cultura.

Alta resistência à inovação

Por fim, quando uma empresa foca apenas em manter o que adquiriu, e falha em se preparar para as mudanças do mercado, os profissionais não se sentem desafiados. Isto gera desmotivação, falta de engajamento e aumento na taxa de turnover. Além disso, a marca se torna fraca e perde competitividade no mercado.

Uma forma de reverter o quadro é estimulando a cultura de inovação. Ou seja, buscar formas diferentes de trabalhar e estimular a criatividade. Assim, o ambiente se torna saudável e é a melhor forma de manter a equipe engajada.

Em conclusão, para descobrir se a cultura da sua empresa está prejudicada, basta avaliar o perfil dos seus colaboradores. Isto é, aplique uma pesquisa de clima organizacional para avaliar a percepção deles sobre o ambiente interno da empresa. Dessa forma você será capaz de identificar problemas no ambiente e planejar com a equipe de recursos humanos ações estratégicas para resolvê-los.

E embora pareça difícil mudar algo tão subjetivo quanto a cultura organizacional, é possível mudar. Mas, cabe lembrar que este é um trabalho que requer dedicação e paciência. Pois, deve ser desenvolvido a longo prazo para que você consiga enxergar mudanças significativas e transformar a cultura da empresa em motivo de orgulho para a equipe e para os clientes.

Se você notar estes sinais em sua organização, é necessário começar a implementar mudanças urgentes para o bem da empresa e dos colaboradores.

Leia também: Cultura organizacional: aprenda agora mesmo como criar

Por fim, o que você achou deste conteúdo? Deixe nos comentários se a sua empresa está pronta para fortalecer a cultura organizacional. E compartilhe o conteúdo com outras empresas e profissionais de RH.

Aproveite para acompanhar mais conteúdos incríveis no nosso canal no YouTube. E para seguir a EMPREGARE.com no Instagram.

gestão de talentos - melhores práticas
Artigo anterior Gestão de Talentos: confira as melhores práticas
5 passos para um RH estratégico
Próximo artigo 5 passos para um RH estratégico

Escreva um comentário

Fechar