Cultura de Feedback: qual a importância?

QUAL A IMPORTÂNCIA DA CULTURA DE FEEDBACK

Atualmente, muito se tem discutido sobre o desenvolvimento organizacional, profissional e pessoal. Entre os focos de discussão está a gestão de talentos, como uma estratégia fundamental para o sucesso de qualquer negócio. Nesse sentido, uma das práticas mais efetivas de gestão de talentos e gestão de pessoas é a cultura de feedback, que estabelece um papel de fundamental importância na organização.

Primeiramente, em se tratando de indivíduos nas organizações, a cultura de feedback é um fator que pode contribuir para o desenvolvimento das pessoas e dos profissionais, e por consequência, contribuir com o cumprimento de metas e com um aumento expressivo nos resultados da organização. Em outras palavras, podemos dizer que a cultura de feedback impacta positivamente as organizações.

No entanto, muitas empresas ainda apresentam resistências ao aderir à cultura de feedback como uma estratégia fundamental e um diferencial competitivo no mercado.

Pensando nisto, separamos neste artigo, informações que podem ser de grande valor. Tais como:

  • O que é a cultura de feedback;
  • Quais as vantagens em apostar nesta estratégia de gestão e;
  • Como implementar essa cultura em sua empresa.

Boa leitura!

Entendendo o conceito de cultura de feedback

O QUE É CULTURA DE FEEDBACK

Certamente, não é fácil dar nem receber feedback, principalmente quando este é negativo. Em contrapartida, quando o feedback é bem aplicado, pode tornar-se em uma ferramenta altamente motivadora.

Ou seja, o feedback faz com que as pessoas consigam modificar seus comportamentos na direção desejada. Bem como, manter os comportamentos que já são adequados para a realidade de uma organização, por exemplo.

O feedback pode ser descrito a partir de um processo de ajuda para mudanças de comportamento e melhorias no desempenho. Além disso, ajuda a informar as pessoas ou uma equipe sobre suas ações, e se estão interferindo – ou não – nas ações de outras pessoas. Nesse sentido, o feedback bem aplicado pode ser visto como essencial para o alinhamento estratégico das equipes em uma organização.

Afinal, por meio deles, as pessoas que compõe a equipe conseguem entender onde estão acertando, quais são suas falhas e pontos de melhoria, além de quais metas elas devem buscar. Portanto, é muito importante criar uma cultura de feedback dentro da empresa.

Já por cultura de feedback entendemos como a prática de dar retorno para os profissionais sobre suas ações e resultados – sejam eles positivos ou negativos.

Uma cultura bem trabalhada prioriza o diálogo com os funcionários, enfatiza o método como parte do desenvolvimento e da promoção de um ambiente de trabalho adequado e saudável.

Infelizmente, muitas empresas ainda não possuem esta cultura. Algumas delas aplicam a avaliação de desempenho apenas como forma de cumprir o protocolo. Outras aplicam o feedback de forma inapropriada, com longos intervalos e sem objetivo algum de favorecer a evolução profissional ou a colaboração entre as equipes.

Caso ainda não haja uma cultura de feedback em sua empresa, a seguir, vamos listar as principais vantagens em aplicar uma boa cultura em sua organização, continue lendo.

Vantagens em apostar na cultura de feedback como estratégia de gestão

Através da cultura de feedback, é possível oferecer todas as informações necessárias para que o funcionário compreenda o seu papel e o seu valor dentro da organização. Ou seja, o profissional precisa sentir que o seu trabalho é importante.

O feedback pode ser realizado de forma oral e/ou escrita, e como toda metodologia apresenta suas vantagens. Nesse sentido, confira a seguir as principais vantagens advindas desta metodologia:

Leia também: 5 passos para um RH estratégico

1. Direcionamento e tomada de decisões

O plano de ação, o direcionamento e a tomada de decisões são consequências do feedback. Isto porque, ele é um combinado entre gestor e colaborador de como superior o que foi apontado como negativo ou como aspecto a melhorar. Além disso, reforça os pontos positivos, dando um senso de direcionamento aos profissionais.

Isso também favorece a confiança do colaborador, que passa a trabalhar mais seguro e despreocupado, sem a possibilidade de desligamento ou punição, por exemplo.

NORMALIZE E CRIE UM HÁBITO

2. Transparência e cooperação

Outro ponto importante e favorecido por essa cultura é a transparência. Esta, por sua vez, acaba com qualquer ruído e fofocas existentes em uma cultura organizacional enfraquecida, por exemplo. Com todos entendendo o que precisa ser feito, como precisa ser feito, sentimentos de perseguição e exclusão são eliminados.

E, a partir daí, surge um ambiente muito mais colaborativo. Afinal, todo o processo de diálogo e feedback passa a ser visto como um meio de ajudar no desempenho do colega, e da equipe como um todo.

Todas essas melhorias exercem consequência direta no resultado da equipe e da organização como um todo.

Leia também: LGPD e RH: entenda as mudanças.

3. Desenvolvimento

Certamente, um dos maiores benefícios da cultura de feedback é propiciar o desenvolvimento pessoal e profissional, tanto de gestores quanto de colaboradores.

Isto acontecer porque o ser humano sente a necessidade de receber sinais sobre seu desempenho e evolução, para então, conseguir crescer e se desenvolver.

Este retorno sobre suas ações e sobre seu desenvolvimento, ajuda a evitar a ansiedade, a insegurança e sentimentos negativos que ocorrem em um ambiente corporativo que não investe em diálogo ou feedbacks.

E quando falamos em benefícios em termos de desenvolvimento pessoal, ao apostar em uma cultura de feedback, cria-se um estímulo à maturação emocional. Em outras palavras, ao investir nesta metodologia, cria-se um convívio mais próximo com as críticas, e faz com que os profissionais percebam a importância das críticas para seu desenvolvimento. Assim, é possível transformá-las em algo positivo.

4. Reconhecimento

A cultura de feedback proporciona o reconhecimento. Afinal, ninguém gosta de trabalhar o dia todo, vestir a camisa da empresa e não obter nenhum reconhecimento por todo o esforço. No entanto, quando o profissional percebe que o seu esforço é valorizado e reconhecido, ele passa a trabalhar ainda mais focado nos resultados, e muito mais motivado.

Em suma, apostar em uma cultura organizacional forte e com feedback favorece um ambiente de trabalho mais agradável, produtivo e motivador. Além disso, oferece as condições necessárias para promoção e prevenção da saúde mental de toda a organização.

Com todos esses benefícios em mente, confira no próximo tópico como implementar a cultura de feedback em sua empresa.

Como implementar a cultura de feecback em sua empresa

Implementar uma cultura de feedback em sua empresa vai muito além de dar retornos pontuais e de forma aleatória. Para que a empresa possa aproveitar de todos os benefícios citados acima, é importante oferecer treinamentos aos líderes. Assim, eles serão capazes de oferecer um feedback adequado e saudável aos seus funcionários.

Por outro lado, também é necessário preparar os profissionais para que lidem com as críticas, elogios. Bem como para que tirem o melhor proveito das orientações e sugestões.

Pensando nisto tudo, confira a seguir as principais dicas que separamos para você, de como começar a implementar a cultura de feedback hoje mesmo.

Planeje-se e crie um ambiente propício

O primeiro passo para criar uma cultura de feedback é proporcionar aos colaboradores e líderes um ambiente seguro e transparente.

Esse processo envolve conhecer os tipos de perfis profissionais que você tem em sua empresa. Isto é, entenda as necessidades, as metas, as ambições, bem como quais são as dificuldades de cada um.

Dessa forma, você com os líderes, poderão criar empatia e oferecer os retornos corretos para cada profissional. Quando você foca no diálogo e na empatia, você mostra aos seus colaboradores que você se importa com a evolução deles.

Outro ponto importante, é o planejamento. Afinal, agendar uma reunião com seus líderes e colaboradores sem saber exatamente o que você deseja conversar, pode causar tanto desconforto quanto um feedback mal elaborado.

Para evitar tal desconforto, é preciso se planejar. Estruturar os pontos que precisam ser conversados, tanto com a equipe, quanto individualmente com cada profissional. Além disso, é preciso deixar a equipe ciente sobre as intenções da reunião.

Cultura de feedback: tenha cuidado com as palavras

O primeiro ponto já mencionado é crucial, pois ao compreender como são os seus profissionais, você saberá como dizer e o que dizer para que promova efeitos positivos.

A avaliação de desempenho nestes casos servirá como base para que você – ou seus líderes – consiga apontar os pontos que devem ser melhorados e aprimoradores pelo profissional.

Cuidado com críticas agressivas que só servem para incomodar e desmotivar seus colaboradores.

Uma dica importante é, contar casos de pessoas reais que passaram pela mesma situação que o profissional, e diga o que você – como líder ou como gestor – faria para superar o problema, ou para melhorar algum aspecto. Isso ajuda a criar identificação, empatia, e torna o momento mais tranquilo para ambos.

COMO IMPLEMENTAR A CULTURA DE FEEDBACK EM SUA EMPRESA

Aponte aspectos positivos e faça elogios

Muitas pessoas e organizações enxergam o feedback apenas como um momento para fazer críticas e apontar aspectos que precisam ser melhorados. No entanto, este momento também deve ser usado para valorizar os acertos e apontar aspectos positivos sobre o desempenho de seus colaboradores.

Outro erro é valorizar apenas os grandes feitos, e aqueles que foram extraordinários. Muito pelo contrário, todos os pontos merecem seu devido reconhecimento.

Estes pontos podem ser alguma atitude proativa apontada por um líder, a postura diante de algum cliente, ou a forma como o profissional reage às adversidades rotineiras. Com toda a certeza, promover feedbacks positivos farão com que seus profissionais trabalhem mais motivados.

E os feedbacks positivos não precisam ser dados apenas para amenizar aspectos negativos. Você pode agendar reuniões para apontar apenas os pontos positivos, como forma de motivar sua equipe.

Normalize e crie uma cultura de feedback

Muitas empresas implementam feedbacks sem levar em conta a constância. Nesse sentido, para que cause efeitos positivos e expressivos, é preciso transformar o feedback em hábito. Ou seja, ele deve ocorrer de forma contínua e fazer parte da rotina dos profissionais. Não deve ser apenas um processo com várias etapas, acompanhadas apenas pela equipe de RH. O feedback deve ser transformado em um aspecto forte da cultura organizacional.

É importante agendar reuniões com certa periodicidade com sua equipe para pontuar acertos, indicar falhas e alinhar metas. No entanto, este é um trabalho que pode ser feito diariamente pelo gestor, ao observar o desempenho de seus funcionários.

Dessa forma, você implementa também uma gestão de desempenho eficaz, e contribui com a evolução da equipe de forma menos burocrática.

Além disso, para uma cultura de feedback bem implementada, você precisa saber identificar os momentos certos para avaliar os profissionais individualmente, ou a equipe como um todo.

Os sucessos individuais devem ser elogiados primeiro individualmente e depois reconhecimentos publicamente. Do mesmo modo, um bom desempenho coletivo pode ser comentado em uma reunião, sendo importante destacar a contribuição individual de cada uma para o resultado alcançado, ou uma meta atingida.

Conclusão

Em resumo, sempre que formos pensar em uma estrutura de feedback podemos colocar da seguinte forma: esclareça os pontos positivos que o profissional apresentou naquela semana, ou naquele mês. Em seguida, exponha a ele os pontos que ele precisa melhorar, ou algo que você notou que não é um comportamento habitual do profissional. E por fim, expresse algo positivo novamente, deixando abertura ao final para que o profissional também possa se comunicar.

Além disso, é preciso se atentar a alguns pontos como:

  • Não deixar passar muito tempo sem dar feedback. Se algum evento aconteceu em determinada semana, não espere o próximo mês para convocar o profissional, ou a sua equipe para uma reunião.
  • Seja específico, e sem rodeios. A convocação para uma reunião de feedback em si, já torna o clima mais tenso, deixando a sua equipe ansiosa. Portanto, vá sempre direto ao ponto.
  • Trate um ponto de cada vez, sendo transparente, claro e muito objetivo.
  • Obtenha compromisso com a sua equipe.

Em conclusão, estamos a todo momento recebendo feedback. A crítica sobre nossas ações, principalmente no ambiente de trabalho, pode impactar nos resultados da empresa. Portanto, ao receber o feedback temos a oportunidade de melhorar em aspectos de comportamento e desempenho. Além de termos a chance de crescer pessoal e profissionalmente.

Pois, como vimos anteriormente, o feedback é capaz não só de modificar comportamentos e alinhá-los aos objetivos gerais da organização, como também ele é capaz de motivar.

Processo seletivo otimizado

Que tal tornar o seu processo seletivo mais prático e otimizado com ferramentas prontas para atender todas as suas necessidades?

A EMPREGARE.com oferece a melhor tecnologia do mercado em termos de software de recrutamento e seleção. Além disso, uma garantir de redução de até 80% do tempo de contratação.

Ficou curioso? Clique aqui e agende uma demonstração com um de nossos especialistas.

Por fim, este artigo foi útil para você? Há uma cultura de feedback em sua empresa, ou na empresa onde você trabalha? Não se esqueça de compartilhar este material com os seus amigos nas redes socais.

Aproveite para seguir a EMPREGARE nas redes sociais. Estamos no Instagram, no LinkedIn, e no Facebook. Além disso, disponibilizamos conteúdo enriquecedor em nosso canal no YouTube.

Estratégias de Gestão de Saúde e Bem-estar dos Colaboradores
Artigo anterior Estratégias de Gestão de Saúde e Bem-estar dos colaboradores
Próximo artigo Recrutamento e seleção: como uma empresa pode recrutar melhor?

Escreva um comentário

Fechar