Recrutamento Social: o que significa essa nova tendência no mercado?

Recrutamento Social - o que é

Você já percebeu o quanto as redes sociais estão revolucionando o setor de RH? Elas são excelentes canais para promover vagas de emprego e conectar pessoas de forma dinâmica e assertiva. Nesse sentido, entenda o que é o recrutamento social, e como ele permite uma interação mais objetiva, aumentando as chances de selecionar o candidato ideal para a sua empresa.   

O número de pessoas que usam as redes sociais aumenta a cada dia que passa. Dessa forma, para as empresas que desenvolvem estratégias de recrutamento, essa pode ser uma estratégia ideal. O recrutamento por meio das mídias sociais pode facilitar e muito a vida da equipe de RH. 

Mas, você sabe exatamente o que é recrutamento social? Você tem em mente quais são os motivos que levam as empresas a apostarem nessa estratégia? 

Confira nesse artigo as respostas para essas perguntas. Bem como, algumas dicas para alavancar os seus resultados com o recrutamento social. Boa leitura!

Talvez você também possa se interessar por: Funil de Recrutamento: aprenda como contratar pessoas de forma efetiva

O que é recrutamento social?

Com as mudanças que vem acontecendo constantemente no RH, a competitividade nas empresas passou a ser um assunto do setor. Isso porque só é possível atingir os resultados esperados quando a empresa conta com uma força de trabalho eficiente e integrada. 

Assim, é imprescindível estar por dentro das tendências de recrutamento e seleção, para atrair os melhores talentos. 

o que é recrutamento social

 

Nesse cenário, as redes sociais se tornaram ferramentas rápidas e fáceis para alcançar a audiência desejada. A maioria das empresas já utiliza as redes para promover seus produtos e/ou serviços. Acrescentar conteúdo relevante, de forma a atrair possíveis funcionários é algo que pode ser facilmente implementado.  

Em resumo, recrutamento digital, social, “social hiring” ou marketing de recrutamento como também é conhecido, é uma nova modalidade utilizada pelas empresas para trazer mais agilidade e assertividade na seleção de pessoas. 

Trata-se de usar a tecnologia para anunciar as vagas em aberto, buscar e avaliar candidatos que tenham o perfil alinhado aos valores e objetivos da organização. 

Assim como o marketing, o RH precisa assumir um posicionamento ativo, e utilizar boas estratégias para criar uma marca empregadora atrativa para receber os melhores talentos. 

Afinal, se os profissionais não se sentirem atraídos pela cultura, valores e objetivos da organização, nem mesmo pelo que é oferecido, não há dúvidas de que eles vão procurar a concorrência.

Sendo assim, proporcionar uma experiência única e marcante ao candidato é fundamento para o sucesso do recrutamento. 

Ainda não está convencido de que a estratégia é boa? Então, confira a seguir os principais motivos para investir no recrutamento social.

Motivos para investir no recrutamento social

O recrutamento social é um dos meios mais eficazes de mostrar os objetivos da empresa. Ou seja, é a melhor forma de mostrar o que a empresa busca no mercado, e o que o candidato vai encontrar ao se juntar com a equipe. 

E, assim como em todo processo, há boas vantagens em apostar nesse modelo para trazer assertividade aos processos seletivos da empresa. Confira a seguir alguns bons motivos para investir nessa estratégia

1. Redução de recursos

As fases de um recrutamento, principalmente as fases iniciais como, por exemplo, anunciar vagas, procurar candidatos, entrar em contato com eles e entrevistá-los podem custar vários recursos humanos, financeiros e muito tempo. 

No entanto, quando você investe em um momento de recrutamento social, há uma redução considerável de custos de deslocamento e de recursos humanos, já que algumas fases se tornam automatizadas e mais assertivas. Além disso, quando você opta por investir em um bom software de recrutamento e seleção, os ganhos em redução de custos e tempo são ainda maiores.  

2. Os melhores talentos procuram socialmente

Outro motivo que leva os recrutadores a recrutar socialmente é que as pessoas mais talentosas do mercado já estão empregadas. Nesse caso, elas não estão procurando novas oportunidades ativamente, mas socialmente. 

O currículo vitae no formato impresso está perdendo a sua vez, pois o futuro da atração de talentos será digital. Assim, o recrutamento social é visto como um diferencial competitivo.

mídias sociais e processo seletivo

3. Sua marca empregadora digital atrai mais do que somente uma boa divulgação da vaga

A sua marca empregadora digital revela sua experiência, cresça, cultura e influência. Desse modo, é capaz de atrair mais do que somente investir em uma boa descrição de cargo.

É claro que, uma boa descrição chama a atenção. Mas, imagina uma boa descrição atrelada a uma experiência completa e positiva para o candidato, através de estratégias de divulgação da sua marca? Pense nisso. Vai ficar difícil escolher apenas um candidato para a vaga.

Talvez você também possa se interessar por: 5 passos para um RH estratégico

4. Recrutamento digital e a relevância no mercado 

Todo o ambiente digital com as redes sociais, softwares de recrutamento, sites institucionais e apps inteligentes fazem parte de um novo cenário, e servem como referência. Como consequência, os negócios sociais/digitais procuram por candidatos sociais para fazer parte e contribuir ativamente com os negócios.

Afinal, os negócios olham para os candidatos com uma presença online, que mostra as realizações, os recursos de networking, e as métricas de sua influência. 

Mas, como isso funciona na prática? Em caso de dúvidas entre dois candidatos, você irá optar por aquele que é mais socialmente ativo, ou menos socialmente ativo? Afinal, a capacidade de uma pessoa impactar outras pessoas socialmente, é muito maior se ele for ativo. 

Por fim, com todas essas mudanças, as empresas passaram a ir em busca de novos talentos, ao invés de esperar que os talentos cheguem até eles. E está aí mais um motivo para investir no recrutamento social. Acompanhar a tendência do mercado, agregar valor competitivo e atrair talentos que realmente querem fazer parte de um negócio promissor. 

Dicas para desenvolver estratégias de recrutamento social

Está bem, eu estou convencido! Agora como eu faço para aderir ao recrutamento social e ter bons resultados? 

Separamos a seguir, algumas dicas que vão te ajudar a desenvolver estratégias de recrutamento por meio das mídias sociais. Confira:

1. Crie e desenvolva a sua marca nas redes sociais

O ponto mais importante do recrutamento nas redes sociais é criar e desenvolver uma marca autêntica em várias plataformas. 

Caso você já utilize as redes como forma de divulgar o seu produto, comece a implementar entre as estratégias de publicidade, informações sobre a rotina da empresa, por exemplo. 

Pois, assim, além de atrair mais clientes que irão se identificar com uma marca mais humanizada, você atrai talentos que vão gostar de fazer parte da sua equipe de colaboradores.

Afinal, quando os funcionários estão em busca de emprego, ou querem encontrar uma oportunidade melhor, eles não estão apenas olhando vaga disponíveis no mercado. Os profissionais também estão interessados na cultura organizacional, e se ela é – ou não – compatível com o seu perfil. Isso porque as pessoas passam a maior parte de suas vidas no trabalho, e querem apenas garantir que terão boas experiências. 

Portanto, use as mídias sociais para compartilhar imagens, vídeos e informações sobre os bastidores. Isso dará uma noção para a pessoa sobre o que ela pode esperar quando for trabalhar em sua empresa. 

Não se esqueça de destacar valores, ética, missão e objetivos. Construir a sua marca empregadora o ajudará a atingir seu público de maneira orgânica e a espalhar a sua mensagem de forma eficiente. 

Além disso, deixe disponível em algum lugar visível, o link para o site institucional e para a página “trabalhe conosco”.  

2. Mantenha atualizado e otimize o seu perfil do LinkedIn

Ao contrário da maioria das redes sociais, o LinkedIn é uma ferramenta de uso focado em conectar profissionais e empresas. Assim, os candidatos consultam frequentemente o LinkedIn quando estão em busca de novas oportunidades. 

Portanto, tenha uma forte presença no LinkedIn, principalmente no momento em que a equipe está recrutando. Algumas maneiras de otimizar o perfil é através da garantia que

  • sua logo, slogan e detalhes de contato estão atualizados;
  • o resumo é interessante e irá atrair os talentos ideais;
  • está sendo publicado conteúdo de qualidade sobre a cultura, os valores e a missão da empresa.

Além disso, una-se as pessoas e grupos que possam indicar ou conter pessoas à procura de emprego. É muito mais provável que os membros se conectem com a sua empresa se a sua marca estiver ativa. 

3. Aposte em vídeos nas estratégias de recrutamento social

Certamente, uma das melhores maneiras de interagir com usuários nas redes sociais é através de vídeos. Isso porque eles são capazes de informar e prender a atenção de quem os assiste.

Estratégias de recrutamento social

Os vídeos se tornaram um dos formatos mais populares para o compartilhamento de informações no mundo digital. Não é atoa que o YouTube se transformou um dos canais digitais mais utilizados. 

Confira a seguir alguns tipos de vídeos que você pode incluir em sua estratégia: 

  • vídeos dos bastidores para mostrar como funciona a cultura e a rotina da empresa;
  • vídeos de perguntas e respostas mais comuns sobre a empresa, ou a função que está sendo anunciada;
  • e vídeos de dicas e truques sobre o segmento que a empresa atua.

O Instagram, e o Facebook são ideais para entender quais são as dúvidas do público sobre a empresa. 

4. Envolva seus funcionários nas redes 

Algo que você precisa incluir em suas estratégias é conquistar os funcionários para que eles se transformem em embaixadores da marca. No LinkedIn, há a opção de linkar o perfil do seu funcionário com o perfil da empresa. 

Com certeza, uma pessoa que está interessada em trabalhar em sua empresa, vai atrás de seu funcionário para saber o que ele está dizendo sobre a organização. E para que ele encontre respostas positivas, você precisa ter funcionários motivados e orgulhosos em fazer parte da empresa. 

Além de motivá-los e tornar a jornada dos colaboradores uma experiência positiva, você pode pedir a seus funcionários para compartilhar as postagens sobre recrutamento em suas contas pessoais. 

Pode também solicitar feedbacks sobre como é trabalhar na empresa, para publicar na página “trabalhe conosco”, e até mesmo recomendar no Facebook ou LinkedIn. Nas duas redes é possível deixar depoimentos. 

5. Invista em marketing de conteúdo

Em conclusão, além de vídeos, você pode utilizar na sua estratégia recursos visuais e textuais como, por exemplo: imagens, citações, infográficos de alta qualidade, e-books gratuitos e informativos sobre seus produtos. Esses recursos, além de aumentar as vendas, irão passar uma imagem positiva da empresa como forte empregadora.

Os recursos atraem e aumentam o envolvimento, além de serem compartilháveis. Quanto melhor for o seu conteúdo, maior será a probabilidade dele ser compartilhado com mais pessoas. Assim, o alcance da sua empresa será maior, com mais chances de grandes talentos se interessarem pelas oportunidades.

Por fim, para conseguir um excelente alcance você também pode contar com softwares inteligentes de recrutamento e seleção, que possuem parcerias em diversos sites, e valorizam as estratégias de employer branding. 

Que tal conhecer a EMPREGARE.com? Clique aqui e agende uma demonstração com um de nossos consultores.

Esse artigo foi útil para você? Qual a sua opinião a respeito do recrutamento social? Deixe um comentário e não se esqueça de compartilhar esse material em suas redes sociais

Aproveite para seguir a EMPREGARE nas redes sociais. Estamos no Instagram, no LinkedIn, e no Facebook. Além disso, disponibilizamos conteúdo enriquecedor em nosso canal no YouTube.

Indicadores de recrutamento e seleção - conheça os principais
Artigo anterior Indicadores de Recrutamento e Seleção: conheça os principais
Plano de carreira como diferencial competitivo para sua empresa, entenda
Próximo artigo Plano de carreira como diferencial competitivo para sua empresa, entenda

Escreva um comentário

Fechar