Funil de Recrutamento: aprenda como contratar pessoas de forma efetiva

Funil de Recrutamento - entenda por que você deve conhecer

Contratar o profissional ideal é o sonho de todo profissional de RH que atua no setor de recrutamento e seleção. Mas, sabemos que nem sempre é uma tarefa muito fácil, por inúmeros motivos. Nesse sentido, preparamos neste artigo um guia rápido de como contratar pessoas de forma efetiva através do funil de recrutamento. Continue lendo para aprender!

Entendendo o conceito de funil de recrutamento

O funil de recrutamento é um conceito baseado no funil de vendas utilizado no marketing digital. Trata-se de um conjunto de etapas que o candidato deve passar, desde a sua candidatura na vaga até o processo de contratação.

É uma representação gráfica das etapas do processo seletivo, que amplia a visibilidade do processo, permitindo a análise aprofundada das contratações. Através do funil de recrutamento é possível gerenciar os candidatos, obtendo mais clareza e confiança nos resultados obtidos. E ainda, facilitando a avaliação do processo para otimizar o mesmo e trazer mais assertividade para as contratações.

No decorrer das etapas, são utilizadas funções e métricas, tais como:

  • Quantidade de candidatos que se candidataram à vaga em questão.
  • Quantidade de candidatos que participaram de cada uma das fases.
  • A taxa de conversão em cada etapa do processo.
  • Qual o tempo de duração de cada uma das etapas.
  • Qual fase teve mais reprovação, bem como qual teve mais desistência e/ou engajamento.
  • Medir o tempo total do processo, desde a atração dos candidatos até a contratação e início das atividades na empresa.

Esta técnica pode te ajudar a selecionar novos talentos não só por suas competências técnicas. Mas, também por seu perfil comportamental, tornando o processo seletivo mais assertivo. Nesse sentido, confira no tópico seguinte como o perfil comportamental pode influenciar no desenho do cargo.

Perfil comportamental e desenho de cargo

Antes de entender quais são as etapas do funil, e antes mesmo até de aplicar o funil de recrutamento para uma vaga, é importante definir o perfil comportamental que o candidato precisa apresentar para atender às necessidades da empresa, e se alinhar a cultura organizacional.

Cada nova vaga que uma empresa abre, é uma nova oportunidade de aprimorar o desempenho da equipe. É preciso avaliar se no grupo, cabe uma pessoa com características em comum. Ou se a equipe precisa de algum integrante com tendências comportamentais diferentes dos demais colaboradores. Criando assim, uma cultura de diversidade – sendo que a cultura organizacional também deve ser um ponto a ser analisado e alinhado.

Todos esses aspectos devem ser planejados e alinhados para que o trabalho desenvolvido pelo novo colaborador alcance os resultados que a empresa procura atingir. Com tudo isso em mente, é possível alcançar o tão sonhado candidato ideal e evitar possíveis problemas com relação a índices de turnover ou absenteísmo. Aspectos causados por uma contratação mal-planejada, ou desalinhada.

Leia também: Teste de Perfil Comportamental: como escolher a melhor ferramenta

Enfim, você já entendeu o que é o funil de recrutamento e qual a importância em analisar o perfil comportamental, então está na hora de entender quais são as etapas do funil. Confira a seguir.

Etapas do funil de recrutamento

Etapas do funil de recrutamento - entrevista

É importante salientar que não existe uma estrutura fixa ou uma receita de bolo para o funil de recrutamento. Cada empresa irá definir a estrutura e as etapas de acordo com a complexidade da vaga ofertada.

No entanto, há etapas que são importantes, mesmo em processos de baixa complexidade, e que não costumam mudar muito de empresa para empresa.

Dessa forma, separamos a seguir as três principais etapas do funil de recrutamento, confira:

1. Topo do funil de recrutamento

Como todo início de processo seletivo, o topo do funil envolve a atração dos melhores talentos, e a triagem de currículo.

E para atrair talentos ideais e que se encaixem no perfil da vaga, é de extrema importância que a empresa se dedique no conteúdo divulgado. Ou seja, é preciso realizar uma descrição de cargo bem detalhada.

Portanto, conheça bem todas as características dos candidatos e escolha o conteúdo e a abordagem mais adequada para a entrevista, englobando todos os candidatos de maneira igual e justa.

Na descrição de cargo verifique:

  • A linguagem está adequada?
  • As informações na divulgação estão completas e atrativas? Deixam margem para muitas dúvidas?
  • E ainda, a oportunidade está sendo divulgada nos canais de comunicação corretos? Onde o seu público está?

Além de investir em uma boa divulgação, é necessário dedicar tempo e esforço para realizar a triagem e a análise dos currículos. Com uma divulgação bem feita, a atração, certamente, será bem-sucedida, e você poderá contar com um número alto de candidatos.

A triagem de currículos pode ainda ocorrer em duas etapas. Sendo elas:

Análise automatizada

Em resumo, a análise automatizada utiliza ferramentas de automação e recrutamento online para filtrar e selecionar os candidatos que se encaixam no perfil.

Para facilitar no processo de triagem, um bom software de recrutamento e seleção, que oferece boas ferramentas, pode ser um grande aliado. Filtrar os candidatos corretamente, pode evitar uma seleção inadequada, evitando também ter que refazer o processo.

Além disso, contar com uma boa ferramenta pode economizar tempo e recurso. Assim, a sua equipe poderá utilizar mais tempo se dedicando a outras etapas do processo, como a entrevista de emprego, por exemplo.

Análise comportamental

Aqui é onde entra a importância em definir o perfil comportamental. Para que, assim, seja possível realizar uma seleção mais assertiva.

Dessa forma, só irão para a próxima etapa do funil de recrutamento aqueles candidatos que apresentaram as tendências comportamentais e as competências necessárias para o cargo. Tudo isso, de acordo com o perfil já estabelecido. Esta etapa também é possível ser automatizada.

Leia também: Tipos de Recrutamento: Conheça os principais

2. Meio do funil de recrutamento

Esta etapa envolve as entrevistas, os testes e a mensuração do engajamento dos candidatos com a vaga. Ou seja, já com a redução de currículos, é possível analisar de forma manual e mais criteriosa, os currículos que restaram para que a equipe possa conhecer melhor os candidatos e convidá-los para as próximas etapas do processo seletivo.

O meio do funil é uma das etapas mais importantes, e geralmente exige mais tempo e cautela na hora de conhecer e avaliar os candidatos.

As opções de avaliação para esta etapa são muitas:

  • Testes de competências e habilidade técnicas.
  • Avaliação psicológica.
  • Dinâmicas em grupo.
  • Análise do fit cultural.
  • Entrevista individual, entre outras.

Trata-se do momento de deixar o candidato mais à vontade para fazer a sua apresentação profissional e o seu marketing pessoal. E é na entrevista que você irá avaliar se o candidato realmente possui o perfil adequado para o cargo.

Além disso, é muito importante medir o nível de engajamento do candidato, e observar se os valores e os objetivos estão alinhados aos da empresa.

3. Fundo do funil de recrutamento

Por fim, a última etapa inclui a escolha do melhor candidato e a definição das etapas para contratação. Isto é, depois de passar pelas etapas de atração, envio do currículo, triagem, dinâmicas e entrevistas, é a hora de tomar a decisão final e escolher o candidato que mais se encaixa no perfil da vaga em aberto.

É o momento de dar o feedback para os demais candidatos, e informar ao candidato sobre sua aprovação. Bem como, quais são os próximos passos e qual a documentação necessária para a sua admissão.

Mas, o funil de recrutamento não termina com a papelada. Portanto, após decidir qual é o melhor candidato, é preciso realizar a fase de onboarding.

Onboarding

Onboarding

Esta etapa é fundamental, e é onde o setor de RH deve dar as boas-vindas ao novo profissional, inserindo-o na empresa e fazendo com que ele seja acolhido pela equipe.

Para que a recepção seja bem-sucedida, é preciso informar ao líder do setor qual é o perfil desse novo colaborador. Assim, ele poderá aplicar uma gestão adequada, apoiando e facilitando a adaptação do profissional na empresa e na nova equipe.

Por fim, com todo esse gerenciamento do processo, o mesmo se tornará mais rápido, organizado, estratégico e, principalmente, mais assertivo. Tomar decisões corretas sobre novos colaboradores é fundamental para o crescimento da empresa como um todo.

Utilize a tecnologia a seu favor para acompanhar o funil de recrutamento

Como vimos, o funil é composto por etapas que envolvem acompanhamento e análise. Assim, visando garantir uma contratação mais assertiva.

Nesse sentido, apostar na tecnologia para acompanhar o funil de recrutamento e analisar todos os dados coletados no processo seletivo pode ser um grande aliado da sua equipe. Tornando o seu processo mais otimizado e rápido.

Ao contar com um bom software, sua equipe será capaz de acompanhar todas as fases do funil, quais são os processos que estão ativos, os que estão em andamento, bem como quais já foram encerrados. E ainda, a ferramenta irá te mostrar as vagas que foram fechadas dentro do prazo estabelecido, qual a taxa de sucesso e a duração média dos processos.

O sistema inteligente da EMPREGARE.com oferece todas as ferramentas necessárias para tornar o seu processo mais ágil. Com a mais alta inovação e tecnologia do mercado, o sistema oferece recursos para atrair, organizar, agilizar e medir suas contratações.

Clique aqui para conhecer e agendar uma demonstração com um de nossos consultores.

Por fim, o que você achou deste artigo? Deixe nos comentários a sua opinião e não se esqueça de compartilhar este material em suas redes sociais.

Aproveite para seguir a EMPREGARE nas redes sociais. Estamos no Instagram, no LinkedIn, e no Facebook. Além disso, disponibilizamos conteúdo enriquecedor em nosso canal no YouTube.

Qual a importância do Treinamento e Desenvolvimento de pessoas
Artigo anterior Treinamento e Desenvolvimento: o que é, e qual a sua importância?
Estratégias de Gestão de Saúde e Bem-estar dos Colaboradores
Próximo artigo Estratégias de Gestão de Saúde e Bem-estar dos colaboradores

Escreva um comentário

Fechar