Como Gerar Flexibilidade no Trabalho Para sua Equipe

As empresas estão cada vez mais preocupadas com a satisfação de seus colaboradores e por isso tem adotado estratégias para melhorá-la e uma delas é a flexibilidade no trabalho.

Esse modelo de trabalho dá mais liberdade aos profissionais na jornada de trabalho e no ambiente em que vão desempenhar suas tarefas diárias.

Dessa forma eles podem conciliar o trabalho com sua vida pessoal e tendem a ficar mais motivados e engajados.

Neste artigo você vai entender melhor o que é flexibilidade no trabalho, sua importância, benefícios e como gerá-la para sua equipe.

O que é flexibilidade no trabalho?

flexibilidade no trabalho

A flexibilidade no trabalho é um modelo de trabalho que substitui o modelo tradicional, em que há uma rotina pré-definida e o colaborador não consegue negociar seus horários e atividades.

Esse novo modelo dá mais liberdade para que o profissional controle seus horários e sua rotina.

Ele tem como objetivo conciliar as necessidades de cada colaborador com as da empresa.

Assim tornando a rotina de trabalho mais maleável, contribuindo para o aumento da satisfação e produtividade dos funcionários.

Qual a importância da flexibilidade no trabalho?

O mundo evoluiu muito nesses últimos anos e atualmente estão sendo implementadas ferramentas tecnológicas que tornam as atividades realizadas no trabalho mais práticas.

Dessa forma se tornou possível que mesmo à distância os colaboradores possam desempenhar suas funções.

Assim podem ter uma qualidade superior ao modelo tradicional, além de aumentar sua produtividade.

Além disso, as empresas que oferecem benefícios atraentes e competitivos melhoram sua imagem perante o mercado e são capazes de atrair e reter mais talentos.

Por isso as empresas estão oferecendo um modelo de gestão mais humanizado e que se adéqüe à realidade das pessoas.

Assim a jornada de trabalho se tornou mais flexível dando a oportunidade para que os funcionários possam resolver seus problemas pessoais.

Isso faz com que tenham mais motivação e engajamento para realizar seu trabalho nas organizações.

Dessa forma evita que eles faltem ao trabalho ou fiquem desatentos durante a jornada.

Com isso a empresa pode manter sua produtividade ou até mesmo melhorar nesse aspecto e assim alcançar resultados melhores.

Quais os benefícios da flexibilidade no trabalho?

A flexibilidade no trabalho traz vários benefícios tanto para os funcionários como para as empresas.

Vamos conhecê-los.

Aumento da satisfação dos colaboradores

flexibilidade no trabalho

A flexibilidade no trabalho aumenta a satisfação dos funcionários.

Pois no caso do home office, por exemplo, os profissionais não precisam se preocupar em cumprir uma jornada de trabalho fixa nem em enfrentar o trânsito.

Além disso, podem conciliar sua vida profissional com a pessoal e ter mais tempo para sua família e resolver problemas pessoais.

Isso faz com que os colaboradores se sintam mais satisfeitos em trabalhar na empresa e assim podem aumentar seu engajamento e produtividade.

Retenção de talentos

Como a flexibilidade no trabalho aumenta a satisfação dos colaboradores eles se sentem bem trabalhando na empresa e assim têm menos vontade de deixá-la.

Dessa forma diminui a taxa de turnover e a organização passa a ter menos gastos com processos seletivos e demissões.

Otimiza a gestão do tempo

Quando os profissionais têm horários flexíveis são capazes de gerir melhor seu tempo e cumprir as horas de trabalho, pois evitam atrasos.

Além disso, com o trabalho home office os colaboradores podem se dedicar mais às suas funções e ficar focados, assim sendo capazes de cumprir com as demandas diárias e semanais.

Mais produtividade

Essa liberdade de horário faz com que os profissionais possam encontrar um momento para se dedicarem inteiramente às suas tarefas.

Dessa forma não tem interrupções e são capazes de produzir mais e melhor.

Além disso, você pode usar softwares para medir a produtividade de sua equipe e ver se os funcionários estão tendo um bom rendimento.

Assim pode tomar as medidas necessárias para melhorar essa questão.

Diminuição dos gastos

Outro benefício é a diminuição dos gastos, já que diminui as despesas com bens para a empresa como imóveis, serviços e produtos.

Além de despesas operacionais como manutenção de equipamentos, combustível e gastos com os funcionários.

Dessa forma a empresa acaba economizando e pode remanejar o dinheiro para coisas mais importantes.

Mais inovação

Quando não seguem um modelo tradicional e rígido com horários fixos os colaboradores são capazes de trocar ideias mais transparentes com a equipe e gestores.

Dessa forma podem surgir novas ideias para produtos, serviços ou mesmo execução de atividades, assim proporcionando resultados melhores para a empresa.

Atração de talentos

flexibilidade no trabalho

Empresas que seguem o modelo de flexibilidade no trabalho se tornam mais atraentes para profissionais talentosos e competentes.

Pois elas melhoram sua imagem, já que esse modelo proporciona mais satisfação e engajamento.

Além disso, as organizações mostram que estão por dentro das tendências do mercado e assim obtêm um diferencial competitivo.

Melhora do clima organizacional

Ao oferecer trabalho home office ou horários flexíveis contribui para a melhora do clima organizacional.

Pois quando todos estão dispostos a adotar esse modelo e se sentem satisfeitos com ele acabam tendo uma relação melhor com a equipe.

Dessa forma é possível tirar dúvidas e haver mais colaboração entre todos, assim melhorando os resultados da empresa.

Otimização da gestão

A flexibilidade no trabalho também melhora a forma como é feita a gestão da empresa.

Pois ela acaba investindo em ferramentas que ajudam a melhorar a qualidade e agilidade do trabalho.

Entre elas estão softwares e novas metodologias que acabam melhorando o ambiente de trabalho.

Mas para que isso dê certo é preciso que todos estejam dispostos a mudar e enfrentar os desafios dessa mudança.

Como funciona a flexibilidade no trabalho?

flexibilidade no trabalho

Na hora de adotar a flexibilidade no trabalho é preciso que as empresas façam uma análise sobre as atividades que exercem.

Assim como o perfil comportamental de seus funcionários para ver qual solução é mais viável.

Pois no caso de empresas que seguem horários limitados como hospitais, bancos e serviço de atendimento ao cliente é preciso repensar em como a flexibilidade será feita.

Também há casos de colaboradores que preferem horários fixos e são mais resistentes em adotar esse modelo.

Por isso você deve analisar qual tipo de flexibilidade é melhor para cada caso.

Existem três tipos, entre eles:

  • fixo variável: em que a empresa dá liberdade de escolha para os colaboradores trabalharem em diferentes turnos;
  • variável: nesse caso o funcionário define seu horário de entrada e saída e que deve ser seguido todos os dias;
  • livre: em que não há horário fixo e o profissional pode começar seu trabalho na hora que quiser com a condição de cumprir sua carga horária do dia e da semana e que deve constar no contrato de trabalho.

É preciso avaliar qual desses modelos de flexibilidade se adéqua melhor à sua empresa e colaboradores.

Como gerar flexibilidade no trabalho para sua equipe?

Para que sua equipe possa aderir a esse modelo de trabalho é preciso seguir alguns passos.

Vamos entendê-los.

Entenda a realidade do mercado atual

O primeiro passo é entender a realidade do mercado atual e da sociedade em geral.

Pois com o desenvolvimento da tecnologia e também a pandemia da Covid-19 aumentou muito a incidência do trabalho home-office.

Além disso, ferramentas tecnológicas ajudaram a automatizar funções operacionais e assim melhorar o desempenho dos trabalhadores.

Por isso é preciso aderir a esse novo modelo de trabalho flexível para que sua empresa não fique para trás.

Descubra qual o perfil comportamental de seus funcionários

flexibilidade no trabalho

O segundo passo é entender qual o perfil comportamental de cada membro da sua equipe.

Pois uma empresa é formada por profissionais com diferentes culturas, comportamentos, idades e perfis.

Para que a flexibilidade no trabalho seja adotada de forma correta é preciso conhecer o perfil dos colaboradores.

Assim é possível ver aqueles que se adéquam melhor ao home office, liberdade de horários e modelo fixo variável.

Por isso você deve fazer pesquisas internas e ver quais modelos funcionam melhor com o perfil de seus funcionários.

Adote novas estratégias e ações

Você também deve avaliar o que precisa ser melhorado na sua empresa para que possa atender as demandas e solucionar os problemas que acabam prejudicando os resultados.

Dessa forma pode adotar novas estratégias e ações como a flexibilidade no trabalho e a implementação de novas tecnologias.

Isso ajuda na melhora da qualidade e produtividade.

Por isso avalie a empresa constantemente e sempre invista em melhorias.

Insira os feedbacks na cultura organizacional

flexibilidade no trabalho

Para que a flexibilidade no trabalho dê certo é importante que haja uma troca de feedbacks entre os colaboradores e os gestores.

Dessa forma é possível entender o que está dando certo e quais os pontos que é preciso melhorar.

Assim o clima organizacional otimiza, a empresa fica a par das dificuldades dos colaboradores e há mais engajamento.

No entanto é preciso que todos estejam abertos a receber feedbacks mesmo que sejam negativos, somente assim é possível adotar melhorias.

Invista no desenvolvimento da equipe

Também é importante que a empresa invista no desenvolvimento de sua equipe para que todos possam aprender e assim melhorar suas habilidades e performance no trabalho.

Por isso é preciso que haja investimento em treinamentos, cursos, palestras, workshops, entre outras medidas que ajudarão a empresa a se desenvolver.

Assim ela poderá se manter competitiva no mercado.

Esteja disposto a aceitar as mudanças

O principal obstáculo para a implementação da flexibilidade no trabalho é a resistência dos gestores a adotar esse novo modelo de trabalho.

Mas para que a empresa continue competitiva é preciso que ela se alinhe com as mudanças do mercado, apenas assim ela pode continuar evoluindo.

Por isso é preciso comunicar a todos sobre as mudanças que serão feitas e falar por que essa estratégia é tão importante.

Uma boa forma de fazer isso é por meio de cursos e treinamentos que ajudarão a todos obterem novos conhecimentos.

Assim podem entender por que devem adotar essas mudanças.

Quais as formas de flexibilidade no trabalho?

Agora que você sabe como gerar flexibilidade no trabalho para sua equipe chegou o momento de conhecer quais são as formas de adotar esse novo modelo de trabalho.

Home office

flexibilidade no trabalho

Essa é a forma mais conhecida e que tem sido adotada por muitas empresas desde a pandemia.

Ela dá a oportunidade dos funcionários trabalharem na sua própria casa ou coworking.

Assim evita deslocamentos até o trabalho e dores de cabeça com o trânsito e horários rígidos.

O profissional também tem mais liberdade para executar suas tarefas e pode se concentrar melhor do que no modelo tradicional.

Dessa forma ele se sente mais motivado e consegue aumentar sua produtividade.

A empresa, por sua vez, diminui os custos operacionais e obtém resultados melhores.

Jornada de trabalho flexível

Outra forma de flexibilidade no trabalho é a jornada de trabalho flexível em que os funcionários não têm hora certa para entrar e sair da empresa, fazendo seus próprios horários.

Assim é possível adequar o trabalho às suas necessidades e compromissos pessoais.

Os colaboradores podem ter mais liberdade para gerir seu tempo no trabalho desde que cumpram com as demandas diárias e da semana.

Dessa forma ficam menos estressados e se sentem mais motivados, melhorando sua produtividade.

Horizontalidade hierárquica

flexibilidade no trabalho

Essa forma de flexibilidade diz respeito à relação dos gestores e da equipe, em que a tomada de decisão não fica centralizada apenas nos líderes.

Mas os funcionários têm liberdade para dar sua opinião e sugestões.

Dessa forma eles se sentem mais valorizados e a tendência é que tenham maior engajamento para bater as metas que foram estipuladas.

Delegação de tarefas de acordo com o perfil do profissional

A flexibilidade no trabalho também pode ser aplicada na delegação de tarefas segundo o perfil de cada funcionário.

Dessa forma o profissional pode realizar funções com a qual se identifica mais e assim se sentir mais motivado e ser mais produtivo.

É possível que um funcionário de determinado setor mude para outro que combine mais com seu perfil profissional.

Essa ação pode melhorar a satisfação dos colaboradores e aumentar seu engajamento.

Ambiente de trabalho flexível

flexibilidade no trabalho

Também é possível gerar a flexibilidade no trabalho por meio do ambiente de trabalho.

Assim ao invés de limitar o funcionário em um ambiente pequeno é possível mudá-lo, podendo proporcionar um dia de escritório ao ar livre.

Também pode mudar a posição das instalações, podendo colocar balcões para que o colaborador possa trabalhar de pé se quiser e oferecer mais conforto no ambiente.

Conclusão

Como você viu gerar flexibilidade no trabalho para sua equipe é capaz de melhorar a satisfação dos funcionários.

Também aumenta a produtividade, proporciona mais economia e lucros para a empresa.

Mas para isso é preciso que toda a equipe esteja disposta a adotar as mudanças, que são cruciais para que a organização se mantenha competitiva no mercado.

Dessa forma a empresa pode ter funcionários mais engajados e satisfeitos, assim continuando a se desenvolver cada vez mais.

Uma boa forma de aderir às mudanças é usando ferramentas tecnológicas que facilitam o trabalho como o Software de Recrutamento e Seleção da Empregare.

Com ele você vai poder cadastrar e divulgar vagas e fazer toda a gestão do processo seletivo de forma simples e prática.

processo seletivo
Previous article Automação de Processos no RH – O que é e como aderir?
Next article Recrutamento Híbrido: O que é e Quais as Vantagens

Escreva um comentário

Close