Treinamento e Desenvolvimento: o que é, e qual a sua importância?

Qual a importância do Treinamento e Desenvolvimento de pessoas

Em um mercado altamente competitivo, investir em colaboradores qualificados é uma vantagem decisiva sobre a concorrência. No entanto, investir apenas em educação acadêmica pode não ser suficiente. Portanto, é preciso entender o que são os programas de treinamento e desenvolvimento, e quais são os tipos para conseguir preparar pessoas para os desafios do mercado de trabalho atual, que está sempre em constante transformação.

O ser humano é considerado uma das maiores riquezas das organizações no mundo atual, principalmente frente a tantas inovações. Assim, as organizações começaram a considerar o desenvolvimento dos recursos humanos como um fator de grande importância para seu crescimento, passando a realizar propostas educativas para seus colaboradores. Pensando nisto, preparamos este. Veja o que você vai encontrar aqui:

  • O conceito de treinamento e desenvolvimento;
  • Importância do treinamento e desenvolvimento nas organizações de trabalho;
  • Bem como quais são os tipos de treinamento.

Boa leitura!

Leia também: Gestão de Talentos: confira as melhores práticas

O que é treinamento e desenvolvimento?

O que é treinamento e desenvolvimento

As pessoas são o único recurso em uma organização que são capazes de se desenvolver em termos de competências e habilidades. Por isso, cada vez mais as empresas estão investindo em programas de treinamento e desenvolvimento (T&D) como um método para alavancar os resultados e manter um clima organizacional saudável.

Mas, antes de entender como funcionam esses programas, é preciso conceituá-los. Ou seja, entender exatamente sobre o que podemos investir como boa prática de gestão de pessoas. E apesar de andarem sempre juntos, os conceitos possuem algumas diferenças:

Treinamento

Em resumo, o treinamento pode ser considerado como um processo sistematizado de métodos, cujo intuito é o de promover a aquisição de atitudes, competências e habilidades.

Trata-se de uma prática de duração curta, com o objetivo principal de preparar os colaboradores para executar suas atividades com excelência dentro da empresa.

Ou seja, este treinamento visa melhor adequar as características dos colaboradores e as exigências da função. Além disso, ajuda os seus colaboradores a serem mais eficientes, evitando erros e alcançando uma maior produtividade. É a arte de aprender fazendo, reavaliando e mudando comportamentos.

Desenvolvimento

Já o desenvolvimento está diretamente ligado à capacidade de desenvolver pessoas ao longo do tempo. Pode ser definido a partir de um conjunto de práticas educacionais (entre elas o treinamento) de longo prazo, cujo objetivo principal é o de melhorar o desempenho pessoal dos colaboradores.

Enquanto o treinamento está mais voltado para as ações pontuais para resolver determinadas demandas da organização, o desenvolvimento está mais ligado à aprendizagem contínua e holística (todo).

O desenvolvimento não possui um começo, meio e fim. Mas, acontece durante toda a jornada do colaborador dentro da organização, e enquanto ele se dedicar ao seu aprimoramento pessoal e profissional. Assim, é possível dizer que o desenvolvimento envolve o processo de aprendizagem a partir da repetição e da continuidade dos treinamentos, programas de capacitação e outras experiências.

Além disso, o desenvolvimento estabelece relação com a motivação, podendo tornar seus colaboradores em grandes figuras e talentos valiosos dentro da empresa.

Treinamento e Desenvolvimento

Em suma, o treinamento e o desenvolvimento são relacionados às práticas que as empresas implementam para capacitar seus colaboradores a curto, a médio e a longo prazo.

Para que o treinamento e desenvolvimento organizacional seja bem aproveitado, é necessário dedicar tempo e investimento em um planejamento adequado, que vai desde o diagnóstico da demanda, até o desenvolvimento de programas eficazes, visando garantir um maior alcance dos objetivos.

Mas, antes de entender um pouco mais sobre as etapas do treinamento e desenvolvimento, e quais são os tipos que podem ser aplicados, vamos entender qual é a importância deste processo em uma organização. Confira a seguir.

Leia também: 5 passos para um RH estratégico

Importância do Treinamento e Desenvolvimento

Atualmente, as organizações precisam de pessoas espertas, ágeis, empreendedoras e dispostas a assumirem erros para ter sucesso. Afinal, são as pessoas que fazem a teoria sair do papel para a prática. Dessa forma, se faz necessário estimular profissionais – desde o operário até o executivo do mais alto cargo da hierarquia – para um pleno conhecimento, direcionando-os para um diferencial estratégico e competitivo no mercado.

O Treinamento e Desenvolvimento tem diversas aplicações nas organização, e todas elas podem trazer benefícios incríveis para a sua empresa. Confira alguns:

Aumentar a produtividade

A produtividade está relacionada com a gestão eficaz do tempo e com a capacidade de utilizar bem os recursos, visando aumentar a eficiência e a qualidade nas tarefas desempenhadas. E quando você passa a ter domínio sobre um trabalho, é natural que você comece a realizá-lo melhor e com menos esforço.

Assim, tarefas que antes eram trabalhosas, a partir de um bom treinamento e da prática, elas se tornam mais fáceis. E é justamente dessa forma que o T&D atua sobre a produtividade. Ele age como um potencializador, isto é, quando mais capacitado você for, mais você entende o seu ofício e sabe como aplicá-lo.

Por fim, quando nos referimos a produtividade, também estamos falando sobre descobrir atalhos, meios e ferramentas de realizar um determinado trabalho. E o T&D possibilita as ferramentas necessárias para que os colaboradores possam executar seus trabalhos da melhor forma possível.

Reduzir retrabalho, eliminar tarefas repetitivas ou desnecessárias

Este benefício está diretamente relacionado ao benefício anterior. O retrabalho ou as tarefas repetitivas são uma das principais causas de desmotivação em uma empresa, e afeta diretamente os resultados.

Nesse sentido, o treinamento e desenvolvimento previne o retrabalho. Pois, soluciona pontos problemáticos ou que causam a baixa qualidade no serviço, e aprimora os aspectos positivos, agregando maior conhecimento e domínio sobre a atividade.

Melhorar a experiência dos clientes e dos colaboradores

Importância do Treinamento e Desenvolvimento

O treinamento e desenvolvimento faz toda a diferença em relação aos colaboradores que se sentem mais valorizados e engajados nos propósitos gerais da organização. Assim, havendo uma melhora expressiva na experiência dos colaboradores.

Consequentemente, quando você tem em sua empresa um time engajado, é possível aperfeiçoar produtos e serviços. Ou seja, investir em T&D promove melhorias e transformações na entrega de produtos e serviços, e qualidade gera clientes e consumidores satisfeitos.

Reduzir a rotatividade e o absenteísmo

Este benefício está relacionado ao anterior, pois, com uma experiência positiva, os colaboradores começam a se sentir mais valorizados. Assim, adquirem maior participação na tomada de decisões e as taxas de rotatividade e absenteísmo, consequentemente, diminuem.

Além disso, quando um profissional adquire maior conhecimento em sua área de atuação, ele terá mais segurança para tomar uma posição mais pró-ativa sobre determinadas questões estratégicas da empresa. E ainda, passará a ser visto como uma autoridade em sua área ou em determinado assunto, sendo convidado para participar de reuniões e decisões importantes da organização.

Capacitar a equipe para o uso de novas ferramentas

Um dos objetivos do treinamento e desenvolvimento é o de garantir que uma equipe aprenda como operar novas tecnologias. Afinal, a era digital muda com muita rapidez, exigindo do mercado uma adaptação e implementação de novas soluções para tornar os processos mais ágeis.

E geralmente, estas soluções demandam certo grau de capacitação quando adotadas pelas empresas. Nesse sentido, o T&D se faz extremamente importante, para explicar aos colaboradores como funciona determinado sistema. Com equipes capacitadas, a empresa estará apta a atingir seus objetivos.

Melhorar o clima organizacional

O treinamento e desenvolvimento pode ser uma excelente forma para melhorar o clima organizacional. Os treinamentos de liderança, por exemplo, podem ajudar os seus líderes a conduzirem melhor uma equipe, estabelecendo uma comunicação assertiva e, ao mesmo tempo, empática.

Treinamentos que facilitam a comunicação, a longo prazo, refletirá em uma melhora do clima organizacional.

Em resumo, a capacitação de pessoas é importante por diversos motivos, mas, de forma geral, podemos dizer que o treinamento e desenvolvimento estabelece importância, principalmente, em relação a/ao:

  • Alinhamento estratégico.
  • Padronização de procedimentos.
  • Aumento no engajamento da equipe.
  • Criação de uma cultura de melhoria contínua, e muito mais.

Agora que você já sabe o que é e qual é a importância na organização, entenda no próximo tópico quais são as etapas de execução de um programa de treinamento e desenvolvimento, e alguns tipos comuns.

Tipos de Treinamento e Desenvolvimento

Achou essa prática interessante? Ela abre muitas portas e muitas oportunidades. No entanto, não basta apenas investir em T&D, é preciso entender a necessidade do público e dar opções de capacitação para cada equipe.

Em outras palavras, para que um treinamento possa atender ao objetivo da empresa de forma adequada, é necessário enfatizar o conteúdo e os objetivos. Antes de passarmos para os tipos de treinamento de desenvolvimento, vamos entender um pouco como funcionam as etapas do processo de treinamento.

Etapas do Processo de Treinamento e Desenvolvimento

Planejar e seguir todas as etapas do processo de treinamento é necessário, pois, só assim os resultados esperados poderão ser atingidos. De acordo com o escritor Idalberto Chiavenato, – autor influente na área, que possui diversos trabalhos na área de RH – as etapas seguem uma ordem, que são:

Diagnóstico

Onde é feito o levantamento das necessidades de treinamento e desenvolvimento a serem satisfeitas, a longo e a médio prazo.

Programação do treinamento

Nesta etapa é feita uma elaboração do programa que atenderá as necessidades diagnosticadas na primeira etapa.

Implementação

É hora de colocar a mão na massa. Essa etapa diz respeito à aplicação e a condução do programa.

Avaliação

Por fim, é preciso verificar os resultados obtidos com o treinamento, colhendo feedbacks, buscando corrigir falhas e aprimorar pontos positivos.

O processo pode ser um pouco demorado no começo. Mas, após obter os resultados e os benefícios, certamente, vale a pena o esforço.

Em conclusão, com tudo isso em mente, confira agora alguns exemplos de treinamento e desenvolvimento que são comumente aplicados nas organizações.

Gestão de Pessoas

Treinamento comportamental (soft skill)

Trata-se de um processo para aperfeiçoar as habilidade e atitudes comportamentais dos colaboradores, de acordo com princípios, regras e valores da organização.

O desenvolvimento comportamental está relacionado à correção de problemas específicos como, por exemplo:

  • Absenteísmo;
  • Comunicação inadequada ou insuficiente;
  • Conflitos e fofocas entre colaboradores, entre outros.

Entre os principais objetivos do treinamento comportamental estão: melhorar o clima organizacional, desenvolver capacidades sociais e aumentar a produtividade. Veja a seguir alguns exemplos desse tipo de treinamento:

  • Gestão de tempo;
  • Ética no ambiente organizacional;
  • Treinamento para inovações e criatividade;
  • Comunicação assertiva, entre outros.

Treinamento técnico (hard skill)

Focado em desenvolver as competências técnicas dos colaboradores para que atividades específicas sejam desempenhadas com maior qualidade e eficiência. Quando você ensina sua equipe a utilizar um novo sistema que irá melhorar no relacionamento com os clientes, por exemplo, você está praticando um treinamento técnico.

Este tipo de treinamento pode envolver educação formal ou não formal, tais como:

  • Treinamentos;
  • Cursos profissionalizantes;
  • Especializações;
  • Experiências específicas;
  • Oficinas, palestras e workshops, e muito mais.

Treinamento e Desenvolvimento de liderança

Este tipo de treinamento diz respeito ao conjunto de ações executadas para desenvolver os conhecimentos, as habilidades e as atitudes que um bom líder deve ter. Atualmente, muitas empresas têm investido em capacitar os gestores das áreas para que se tornem bons líderes, ao invés de procurar líderes prontos no mercado de trabalho. Isto acontece porque, ao treinar internamente, a empresa consegue alinhar o perfil do gestor com as expectativas da organização.

Treinamentos motivacionais

Trata-se de um conjunto de técnicas cujo objetivo principal é o de aumentar o engajamento da equipe e também o interesse dos colaboradores na organização.

A motivação vai além de oferecer recompensas ou bonificações financeiras, podem envolver:

  • Palestras motivacionais;
  • Dinâmicas em grupo;
  • Cultura eficaz de feedback;
  • Convenções, eventos e momentos de confraternização, entre outros.

Treinamento de integração (Onboarding)

Mais conhecido como treinamento de onboarding, é um procedimento que visa dar boas-vindas ao novo colaborador, bem como prepará-lo para iniciar seu trabalho na empresa. Neste treinamento geralmente são transmitidos:

  • Os valores, a visão, os objetivos e a missão da empresa.
  • As principais regras e recomendações.
  • Políticas internas.
  • E as condições para execução das atividades para o qual foi contratado.

Normalmente tem duração de um dia para integrar o novo colaborador a equipe.

Em conclusão, para viabilizar qualquer tipo de treinamento e desenvolvimento organizacional, é preciso planejar e implantar um programa, bem como criar uma política de T&D para a sua empresa. Só assim você irá garantir que o programa esteja alinhado aos objetivos estratégicos da organização. Dessa forma, trazendo mais assertividade e aumentando o potencial de investimento do processo.

Por fim, este conteúdo foi útil para você? Deixe um comentário e não se esqueça de compartilhar este material em suas redes sociais.

Aproveite para seguir a EMPREGARE nas redes sociais. Estamos no Instagram, no LinkedIn, e no Facebook. Além disso, disponibilizamos conteúdo enriquecedor em nosso canal no YouTube.

Onboarding - o que é e como implementar em sua empresas
Artigo anterior Onboarding: o que é e como aplicar em sua empresa?
Funil de Recrutamento - entenda por que você deve conhecer
Próximo artigo Funil de Recrutamento: aprenda como contratar pessoas de forma efetiva

Escreva um comentário

Fechar